Vice do Pelotas é contra sede única e afirma não ser a hora de voltar o Gauchão

Na última semana surgiu a informação da possibilidade de sede única para conclusão do Campeonato Gaúcho. O Internacional chegou levantou a ideia e colocou à disposição o seu CT para os clubes do interior. Contudo, ainda não se tem nada de oficial quanto a situação. Nesta terça-feira, tem uma videoconferência para tratar do estadual com a Federação Gaúcha de Futebol.


Conforme reportagem de Tanize Sedrez, no site da Rádio Universidade, de Pelotas, o vice-presidente do Lobão se mostrou contrário a finalizar o Gauchão em uma única cidade. Luciano Alves espera que o futebol seja tratado de uma forma mais humana e que todos compreendam a gravidade do retorno neste momento. “Sempre defendo a ideia do Campeonato Gaúcho ser concluído dentro de campo, mas não agora. O campeonato parou quando tínhamos 3 casos no Rio Grande do Sul e agora está enorme. Eu sou contra (sede única). Os times da capital têm condições de realizarem isso, mas nós não. Porque eles não oferecem as estruturas deles para gente fazer pré-temporada lá ano que vem ? Agora pra jogar sou totalmente contra. Não vejo nenhum sentido nisso", contou à emissora da região sul do estado. O vice-presidente do Pelotas também defende que a CBF primeiro marque as datas dos campeonatos nacionais e depois se defina sobre o Gauchão para evitar uma nova paralisação no futuro. O Pelotas finalizou boa parte dos contratos com os jogadores por não ter futebol há dois meses após a pandemia de coronavírus.


Foto: Divulgação/Twitter/Pelotas