Xavante de olho: Em caso de novo W.O., Figueirense pode ser rebaixado para Série C

Adversário Xavante na luta para fugir da parte de baixo da tabela da Série B d Brasileirão, o Figueirense afundou em uma crise imensa e não deve sair tão cedo dela. Na última rodada, enquanto o Brasil de Pelotas vencia o São Bento com gol aos 51 minutos da etapa final, os atletas do time catarinense se negavam a entrar em campo contra o Cuiabá devido ao atraso nos salários e direitos de imagem. Agora, o caso irá para o STJD e o clube deve ser multado e perder a partida por 3 a 0.


Nesta quinta-feira, a situação se agravou. Novamente os atletas não treinaram e o capitão do time, o volante Zé Antônio falou sobre a situação diante de todo o grupo de jogadores.


"Devido a uma nota publicada hoje, através da comunicação do clube, foi dito que os salários foram pagos e colocados em dia. É mentira. Foram pagos salários, sim, mas tem muita coisa para ser resolvida ainda. Não foi quitado tudo, mesmo com tudo isso, por uma irresponsabilidade completa do diretor de marketing do clube, citou meu nome no final tentando jogar a torcida contra mim e os atletas. Então vamos relatar tudo o que acontece e o atraso total", explicou Zé Antônio.


Em um barco que afunda cada vez mais, o Figueira pode vivenciar um novo W.O. no sábado, contra o CRB, no Orlando Scarpelli. Caso isso se confirme, o c,ube deve ser excluído da Série B e automaticamente rebaixado para a Série C.


De acordo com o parágrafo III do artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), "em caso de reincidência específica, a entidade de prática desportiva será excluída do campeonato, torneio ou equivalente em disputa".


Foto: Matheus Dias/FFC