Zeca vence no Passo e está de volta ao G4

Vencer era fundamental para dar fim à “empatite” e colocar o São José definitivamente na briga pelo G4 do Grupo B, no Brasileiro Série C. E o roteiro da vitória sobre o Boa Esporte, jogando no Passo d’Areia no final da tarde de sábado, não poderia ter uma arrancada mais adequada, com um gol praticamente no primeiro ataque mais contundente no jogo.

Foi do artilheiro Luiz Eduardo, cumprindo com maestria a Lei do Ex, o gol que abriu o placar no Passo. Dudu Mandai cobrou escanteio na medida, e o centroavante surgiu livre na pequena área para cumprimentar de cabeça, sem chances de defesa: 1 a 0, com 6 minutos do jogo.

À frente no placar, o Zeca não recuou. Aos 12 minutos, Luiz Eduardo recebeu na entrada da área e serviu Matheusinho que, de cabeça, quase ampliou. Quatro minutos depois, mais um escanteio cobrado no capricho por Dudu Mandai encontrou a cabeça do estreante zagueiro Lucão, mas a zaga aliviou o perigo. Para completar, aos 22 minutos o Boa Esporte teve um jogador expulso. Ele agrediu, com uma cotovelada, o volante Tiago Pedra ao subir para cabecear no meio de campo.


Mas se engana quem pensa que na Série C é possível vencer alguma partida com facilidade. E o Boa, recém vindo da Série B, é uma das pedreiras no caminho. Mesmo com um jogador a menos, o time mineiro cresceu nos minutos finais da primeira etapa. Aos 40 minutos, em um cruzamento perigoso, a bola passou raspando a trave do goleiro Fábio, que já havia feito duas importantes defesas. No entanto, foi o São José que teve a última grande oportunidade dos primeiros 45 minutos, Cláudio Maradona livrou-se da marcação e cruzou forte para Luiz Eduardo. O centroavante, de peixinho, quase marcou. “Tivemos paciência, que é necessário nesta competição. No segundo tempo, conseguimos controlar mais a bola, e isso nos deu um certo respiro. Fizemos isso bem feito e conquistamos essa vitória necessária”, disse, no final da partida, o técnico Rafael Jaques.

Na volta para a segunda etapa, as oportunidades de gol diminuíram, mas quem controlava as ações da partida era o São José. Sentindo uma pancada sofrida no primeiro tempo, Luiz Eduardo deixou o campo aos 6 minutos da etapa final, sendo substituído pelo volante Machado. A configuração da equipe mudou e, aos poucos, os espaços a defesa adversária voltaram a aparecer. No cruzamento, aos 23 minutos, a bola passou por Maradona e por um dos zagueiros mineiros. Não passou de Matheusinho, que concluiu de primeira, no cantinho, para fazer o 2 a 0.


A partir daí, o São José controlou completamente a partida, que se encaminhou para o final, com o Zeca chegando aos 10 pontos, na terceira posição na tabela. Na próxima quinta, o São José volta a campo no Passo para enfrentar o líder, Remo.


Foto: Eduardo Torres Divulgação/EC São José