Advogado do Rio Grande fala sobre processo contra Ponte Preta

O Rio Grande decidiu entrar na justiça contra a Ponte Preta para que o clube paulista pare de se auto intitular "o clubes mais antigo do Brasil". O posto é oficialmente do Rio Grande. O vovô foi fundado no dia 19 de julho de 1900 e a Ponte no dia 11 de agosto do mesmo ano.


Inclusive, o Rio Grande é reconhecido pela CBF como o clube de futebol mais antigo do Brasil em atividade. Existem documentos que comprovam este fato, como o dia do futebol nacional em alusão ao time gaúcho, 19 de julho.


Em vídeo publicado nas redes sociais do time gaúcho, o advogado Gerson Barbosa comentou sobre a decisão de entrar na justiça. Segundo ele, contra fatos não há argumentos.


"Buscaremos junto à justiça o respeito e o reconhecimento da Ponte Preta sobre o título de primeiro clube de futebol do Brasil. Esse título pertence ao Rio Grande. A nossa meta é que a Ponte retire de todas as mídias do muro do estádio qualquer menção ao título de mais antigo do Brasil. Lutaremos incansavelmente que o clube pare de usar um título que não lhe pertence. Vamos conseguir, pois contra fatos não há argumentos", declarou o advogado do clube.


Conforme apurou o site peleiafc.com junto ao presidente do Rio Grande, Marco Coutinho, o time da zona sul do estado vai entrar com três pedidos contra a macaca. Primeiro que a Ponte pare de usar o slogan de mais antigo do Brasil. Segundo, que o clube faça uma retratação reconhecendo o Rio Grande como tal. Por fim, o vovô vai pedir uma indenização, na casa dos milhões, por todos esses anos de danos moral e financeiro.


Imagem: Reprodução