Ao final do Acesso, FGF terá investido mais de 2 milhões no campeonato deste ano

Antes da Divisão de Acesso começar, no congresso técnico, a Federação Gaúcha de Futebol havia destinado um "voucher" de R$ 60 mil aos clubes participantes da Série A2. Muitos utilizaram o valor antes do inicio do campeonato e outros nas três primeiras rodadas até a paralisação com a pandemia de coronavírus. Somando os 16 clubes clubes, o montante fica em R$ 960 mil.


No anúncio de retomada da Divisão de Acesso em agosto, a Federação também confirmou no seu site oficial mais uma ajuda extra de R$ 62.500, sendo 22 mil de forma antecipada e o restante quando o campeonato voltar. Com mais este recurso, a FGF destinará um extra de R$ 1 milhão.


Lembrando ainda que os participantes da Divisão de Acesso também não pagam algumas taxas e a arbitragem do campeonato, que fica a cargo da FGF. O campeonato tem um total de 126 jogos.


Em uma partida, da primeira fase, são gastos R$ 1.750 com o quarteto de arbitragem. Em média, por todo o campeonato, a Federação desembolsa mais de R$ 220 mil com arbitragem. Lembrando que conforme o o campeonato avança para os mata-matas, as taxas também aumentam. Caso o clube queira árbitro especial, como da delegacia de Porto Alegre, é o próprio time que paga a diferença.


Sendo assim, a Federação vai investir ao final desta edição do campeonato mais de R$ 2 milhões.


Foto: Daniel Isaia/Agência Brasil