Após 124 jogos, goleiro se despede do Juventude

Marcelo Carné escreveu ao longo de três temporadas uma história incrível com a camisa do Juventude. O paredão Alviverde foi, durante as 124 vezes que atuou com a camisa do Ju, a representação da torcida Jaconera em campo. Carné honrou o manto e foi um dos grandes responsáveis por recolocar o clube de volta na Série A do Brasileiro e fazer permanecer lá. Toda essa caminhada ficará marcada nas principais páginas da história do Verdão. Agora, ele se despede do clube em busca de novos desafios.


No dia 08 de janeiro de 2019, Marcelo Carné foi apresentado pelo Juventude. Ainda com alguma desconfiança do torcedor, o goleiro estreou no dia 20 de janeiro, em jogo contra o Pelotas, pelo Gauchão. Bastou passarem os 90 minutos para que a desconfiança fosse embora. Na temporada, Carné ajudou na grande campanha na Copa do Brasil, onde o Juventude eliminou o Botafogo e chegou nas oitavas de final e foi um dos líderes na campanha da Série C que culminou no acesso para a segunda divisão. Ao todo, foram 39 jogos.


Em 2020, seguiu fazendo história. Foram 44 jogos com a camisa do Juventude, mais uma ótima campanha na Copa do Brasil, onde o Verdão chegou até as oitavas e mais um acesso. Desta vez para a elite do futebol nacional. Na Série B, Marcelo Carné entrou em campo em 32 oportunidades, sendo o titular absoluto do acesso. Em 2021, atingiu, na partida contra o Esportivo, a marca de 100 jogos com a camisa do Ju. Pela Série A, foi titular em 21 jogos e um dos líderes da campanha que garantiu a permanência do Verdão na primeira divisão.


Em resumo, foram 124 jogos, 47 sem sofrer gol, nove pênaltis defendidos e dois acessos. Por tudo isso e pela identificação com a Papada, Carné estará para sempre marcado na história.


Foto: Fernando Alves/E.C.Juventude