Após arrombamento, torcida se une para recuperar estragos na Arena Alviazul

Por Caetano Pretto, Jornal A Hora


Manter um clube ativo no interior do estado é uma missão muito complicada. Jogar divisões inferiores, a falta de um calendário anual e conviver com dívidas e incerteza são alguns dos fatores que dificultam a vida de qualquer dirigente. 2020 veio e com ele a pandemia, que tornou o cenário ainda pior. Para o Clube Esportivo Lajeadense, a situação se tornou ainda mais trágica no dia 31 de dezembro.


Pessoas invadiram o Estádio Alviazul e cometeram uma série de crimes. Latas de tinta foram jogadas na secretaria do clube. Os criminosos também espalharam fichários de atletas, arrombaram as portas e destruíram a fiação elétrica para furtar fios de cobre. Outros objetos foram levados, como utensílios de cozinha e um ar-condicionado. O Lajeadense registrou um boletim de ocorrência e desde então providenciou seguranças para cuidar da área. O prejuízo, no entanto, beira os R$ 50 mil.


Os delitos foram percebidos pelo integrante do conselho, Estevão Seltenreich. Mais do que isso. A ação dos criminosos fez o clube ter que recorrer a uma antiga fórmula de sucesso. O trabalho da torcida. Assim como no ano passado, por meio da organizada Fiel Alviazul, as obras de reparo serão iniciadas neste sábado. "Quando estávamos lá quase que diariamente, não havia roubo. Já ameniza a situação”, comenta Seltenreich.


Assim como nos dois últimos anos, a torcida botará a mão na massa. Até a tarde de sexta-feira um grupo de dez voluntários já estava organizado. Novas ajudas são bem-vindas. “Precisamos de colaboradores para limpar o escritório e realizar outros afazeres”, comenta. Segundo o membro do conselho, a devastação foi geral. Foram arrancados muitos tipos de fios, tanto dos vestiários quanto dos camarotes. A parte elétrica terá que ser refeita quase que totalmente.


Para voltar ao clube, assim como no ano passado, foi feito um acordo de parceria com a diretoria. “Nos reunimos com o presidente Everton Giovanella que deu o aval para voltarmos a fazer as ações lá na nossa sede. O clube precisa de nós mais do que nunca”, diz o torcedor.


A primeira ação será realizada neste fim de semana. Para quem deseja ajudar, os torcedores estarão no estádio no sábado à tarde, a partir das 13h30min. E também ao longo de todo domingo. Mais informações podem ser obtidas com Estevão pelo 99504-2525.


“O prejuízo foi realmente enorme”


Para o presidente do Lajeadense, Everton Giovanella, o ato foi cometido por pessoas que não respeitam a história centenária do clube. “Acho que foram pessoas de fora de Lajeado. Não acredito que alguém da região faria algo assim com o time da cidade. O prejuízo foi realmente enorme”, pontua.


Segundo o presidente, a recuperação da fiação será feita em parceria com a empresa CBM Materiais Elétricos, um dos parceiros do clube. Além, é claro, da ajuda da torcida Fiel Alviazul. “Felizmente temos parceiros que se importam muito com o clube, isso mostra a grandeza do Lajeadense”, avalia.


Giovanella lembra que o estatuto do clube prevê a formação de comissões para este tipo de tarefa. “Acreditamos que o Lajeadense, para ser valorizado, precisa de todo mundo. De toda a comunidade. O clube é da região.”


Por fim, deixa um recado para todos os torcedores. “Quem estiver disposto em colaborar e ajudar o clube, as portas estão sempre abertas. O clube é do Vale, precisamos fomentar isso. Sempre foi e sempre será assim”, enfatiza.


Foto: Divulgação