Brasil-Pel vence a primeira com Bolívar de técnico

Foi um sábado marcante na história rubro-negra. Em um horário atípico, 11 horas da manhã, Brasil e Vitória entraram em campo na busca dos três pontos pela Série B. Mas, o rubro-negro pelotense fez valer a força da Maior e Mais Fiel e da sua categoria de base. O 1 a 0 no placar foi marcado por Cristian, o primeiro jogador oriundo do processo de reconstrução da base Xavante a marcar um gol pelo profissional. Foi, também, a primeira vitória do técnico Bolívar no comando rubro-negro. Agora, o Brasil volta a campo na próxima quinta (8), às 21h30, na Arena Barueri, contra o Oeste.


Com a bola rolando, o Brasil arrancava aplausos da torcida desde o apito inicial. Com muita raça e procurando o gol a todo instante, o rubro-negro pelotense cravava, com as suas atitudes, uma certeza: os três pontos! A primeira chance veio com Rafael Grampola, aos 9, dentro da área, girou e chutou para fora. Aos 11, Cristian recebeu na área, cortou a marcação, mas na hora da conclusão, Ramon conseguiu o corte. Aos 20, de novo Cristian, o garoto saiu a dribles e só foi parado com falta. Aos 21, Ednei cobrou falta no ângulo e Martín mandou para escanteio. No minuto seguinte, Grampola aproveitou rebote e finalizou a cobrança de escanteio, mas Martín mais uma vez salvou o Vitória.

Aos 24, novamente o goleiro do Vitória teve que evitar o gol Xavante. Ricardo Luz cobrou lateral, Grampola desviou de cabeça e Murilo Rangel bateu com força, o goleiro adversário defendeu. E aos 43 minutos, um iluminado garoto, vestindo a camisa 7, fez história na Baixada. Cria do CFA Xavante, com o número mais marcante do uniforme rubro-negro nas costas, ele invadiu a área e com toda categoria, tocou na saída de Martín. A bola chegou ao fundo do gol e ele, de braços abertos, foi receber o carinho do grupo e da torcida. Brasil 1 a 0.


Na etapa final, foi o Brasil soube controlar a partida e ter as melhores chances para ampliar. Aos 18, Ricardo Luz cobrou escanteio e Washington chegou desviando a bola. Ela passou ao lado do gol. Aos 27, em contra-ataque, Diogo Oliveira deixa Grampola na cara do gol. O camisa 9 limpa a marcação e bate. A bola caprichosamente passa tirando tinta da trave. Aos 31, Leo Gomes fez mais uma falta forte, levou o segundo amarelo e tomou banho mais cedo para retornar à Bahia. Aos 39, Murilo Rangel cruzou e Bruno Aguiar cabeceou por cima. Aos 44, Ednei, em mais uma cobrança de falta, levou perigo ao gol adversário.


Com a vitória, o Brasil foi ao 17º ponto e agora ocupa a 11º posição na Série B. O próximo adversário Xavante é o Oeste, na quinta (8), às 21h30, na Arena Barueri.


Foto: Jonathan Silva /Brasil/Divulgação