top of page

Caxias afasta torcedores e rebate nota do Figueirense: "a segurança do Estádio estava adequada"

O Caxias emitiu uma nota após uma briga generalizada, no último domingo, no Estádio Centenário, quando enfrentou o Figueirense pela Série C do Brasileiro. Torcedores de ambos os clubes entraram em conflito na divisória das torcidas. Segundo o jornal Pioneiro, 40 torcedores do Figueirense foram detidos e 11 do Caxias. Todos foram identificados pela polícia e depois liberados.


Apenas três seguranças particulares estavam na divisória das torcidas e não havia policiamento no espaço. Ninguém ficou ferido na briga. A confusão começou após um torcedor de Figueirense simular estar se afogando no Estádio Centenário, debochando da tragédia que o Rio Grande do Sul passou no mês de maio.


No comunicado, o Caxias repudiou os atos e rebateu uma nota do Figueirense. O time catarinense criticou a organização da partida pelo Grená. O time gaúcho afirma que a segurança estava adequada ao número de pessoas presentes.


"O Caxias vem a público repudiar todos os atos de violência que ocorreram no Estádio Centenário, no último domingo, em partida entre Caxias e Figueirense. O clube lamenta profundamente os gestos produzidos por torcedor visitante em alusão a trágica enchente ocorrida no Rio Grande do Sul e toda a sequência de atos violentos. O clube ressalta que a segurança do Estádio estava adequada conforme número de pessoas presentes no evento, seguindo diretrizes e normas vigentes", declarou o Caxias, que completou anunciando que os torcedores envolvidos foram identificados e afastados do quadro social:


"O Caxias também comunica que todos os torcedores de ambos os clubes envolvidos na confusão foram identificados e serão afastados do quadro social, no caso de torcedores do clube grená. Desde o momento da confusão até seus desdobramentos, o clube vem acompanhando, colaborando com as autoridades, assim como a realização de um boletim de ocorrência na data do ocorrido. A S.E.R. Caxias espera que nenhum dos atos se repita e se coloca ainda à disposição das autoridades para o que for necessário", declarou o clube.


Foto: Vitor Soccol/Caxias

Comentarios


bottom of page