Clubes se manifestam sobre o cancelamento da Terceirona

Nesta semana foi decidido pelo cancelamento da Terceirona Gaúcha. O campeonato não ocorrerá neste ano em função da pandemia da covid-19. O torneio estava previsto para começar em abril, mas teve o início suspenso com avanço do novo coronavírus no Rio Grande do Sul.


Segundo informação da Federação Gaúcha de Futebol, sete clubes não teriam condições de entrar em campo. Outros quatro não se posicionaram e um acabou desistindo. O peleiafc.com apurou que apenas quatro clubes teriam condição de jogar, entre eles o União Harmonia, de Canoas.


"Apenas nós e outros três dos 15 clubes participantes estávamos prontos. Entendemos a decisão da Federação, aprovada pela maioria, e retomaremos as atividades em outubro, visando à disputa da Copa FGF – ainda não confirmada pela entidade máxima do futebol gaúcho", declarou o União em nota.


Segundo o presidente do Riograndense, de Rio Grande, seriam necessários cerca de 180 mil para todo o campeonato. O clube viu como prudente o cancelamento da Terceirona.


"Entendemos a decisão da Federação, aprovada pela maioria, e retomaremos as atividades em outubro, visando à disputa da Copa FGF – ainda não confirmada pela entidade máxima do futebol gaúcho. O clube concorda totalmente com o cancelamento", comentou Paulo André.


O presidente Augusto Ghio Júnior, do Gaúcho de Passo Fundo, contou ao jornal Diário da Manhã que dependendo do formato da Copinha o clube pode entrar em campo ainda neste ano.


“Refizemos o planejamento mês a mês e agora, com o cancelamento, seguimos no aguardo. A princípio, não vislumbramos mais futebol em 2020. Dependendo do formato, poderemos jogar”, pontuou ao jornalista Kleiton Vasconcellos.


A Federação trabalha com a possibilidade de realizar uma copinha nos meses de novembro e dezembro, mas tudo vai depender da situação da pandemia no estado.