Copa da Federação do segundo semestre levará o nome de dirigente do Grêmio

O futebol gaúcho amanheceu de luto nesta quarta-feira. O Grêmio perdeu o seu dirigentes mais antigo que trabalhava no clube, Antônio Carlos Verardi. Ele faleceu aos 84 anos, nesta madrugada, em Porto Alegre.


“Seu Verardi, como era carinhosamente conhecido, era superintendente de Futebol do Tricolor e o mais antigo colaborador registrado no quadro funcional da instituição, com 54 anos de dedicação. Adorado por atletas, dirigentes e colegas de trabalho por sua competência, fidalguia e discrição, Seu Verardi criou com o Grêmio uma identificação única, que se mistura com a própria história do Clube", declarou o tricolor em nota,


Ele começou a trabalhar no Estádio Olímpico em 1965, aos 31 anos, para assumir a Comissão de Obras trazido pelas mãos do Patrono Fernando Kroeff. Antes disso, já havia atuando pelas categorias de base, mas não vingou como atleta. Um mês depois, a pedido do presidente Mário Antunes da Cunha, aceitou o cargo de Gerente Geral, função que exerceu até 1974.


Após o falecimento, a Federação Gaúcha de Futebol confirmou que o nome da Copa FGF do segundo semestre levará o nome do dirigente gremista. Assim a competição que dá duas vagas a equipes do interior para a Copa do Brasil e Brasileirão da Série D se chamará de Copa Antônio Carlos Verardi.


"A FGF lamenta profundamente o falecimento de Antônio Carlos Verardi, um dos mais importantes dirigentes da história do futebol gaúcho. Desejamos força aos familiares, amigos e informamos que em homenagem, a Copa do segundo semestre será nomeada como Copa Antônio Carlos Verardi", anunciou a entidade.

Imagem: Grêmio/Divulgação