Deputado protocola pedido de informações sobre ocorrências nos estádios

Insatisfeito com a falta de dados estatísticos no relatório final da subcomissão que debateu a venda de bebidas nos estádios de futebol, o deputado Giuseppe Riesgo (Novo) protocolou, nesta terça-feira (20/08), pedido de informações junto ao Governo do Estado, ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público. Nos requerimentos, o parlamentar solicita a divulgação do número de ocorrências por jogo nos estádios de futebol do Rio Grande do Sul antes e depois da lei que proibiu a venda de bebidas nos estádios de futebol.


"Realizamos diversas audiências públicas, mas não foram entregues quaisquer estudos, estatísticas, dados comparativos ou documentos expondo informações concretas sobre a violência nos estádios de futebol desde a sanção do Estatuto do Torcedor e, principalmente, após a edição da Lei 12.916/2008", reclama Riesgo.


Segundo Riesgo, a proibição da venda e do consumo de bebidas no interior dos estádios de futebol é uma medida ineficaz, que transfere o consumo para o lado de fora. "A verdade é que estamos tapando o sol com a peneira, prejudicando os clubes e punindo o torcedor ordeiro", esclarece o deputado do Novo.


Descontentes com a proibição, um grupo de parlamentares estuda a elaboração de projeto de regulamentação responsável para retomar a venda de bebidas nos estádios com regras. Entre as sugestões analisadas estão a restrição de bebidas de alto teor alcoólico e o aumento da responsabilidade dos clubes sobre a segurança interna dos estádios. Atualmente, 13 estados brasileiros já permitem a venda de bebidas nos estádios.


Foto: Celso Bender /Assembleia