Em rede social, presidente da FGF reforça a segurança das partidas

Poucos setores da economia gaúcha tem protocolos tão rígidos para as atividades como o futebol. Para a retomada dos jogos, os clubes tiveram que tomar uma série de normas, que vão desde a higienização, limitação de espaços e até testes a cada 15 dias.


No clássico Gre-Nal de quarta-feira, no estádio Centenário, em Caxias do Sul, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol mostrou como os ambientes estavam seguros para evitar qualquer situação de contágio. Na chegada do estádio a temperatura era aferida com um moderno totem.


Nas redes sociais, Luciano Hocsman publicou algumas imagens dos protocolos de saúde necessários para a realização das partidas. O protocolo gaúcho é mais rígido que do Campeonato Carioca, por exemplo. No estado do Rio de Janeiro, os veículos de comunicação tinham direito de colocar repórteres atrás dos gols. Aqui, há restrição para evitar aglomerações.