Estreia do São José na Série C é marcada para o CT do Grêmio

Encerrada a participação no Gauchão, na manhã de sábado, o grupo de jogadores iniciou uma sequência de intensa preparação para a disputa do Brasileirão Série C. Neste primeiro dia, os trabalhos foram físicos e de força. Ao longo da semana, será o momento de aprimorar os aspectos técnicos e táticos até a estreia.


O São José entra em campo no próximo sábado para encarar o São Bento. A partida, até o momento, está marcada para o CT Hélio Dourado, mas ainda poderá retornar ao Passo d'Areia. E seguirá os protocolos sanitários da CBF, com portões fechados.


Se a edição do ano passado foi marcada por uma série de confrontos inéditos na história do São José, e por uma verdadeira volta ao mundo até o final da tabela da primeira fase, o Grupo B, desta vez, reserva somente um confronto inédito em nacionais, contra o Criciúma, e a distância a ser percorrida ao final das 18 rodadas da primeira fase será a metade do que aconteceu em 2019.


A marca da participação do Zeca nesta edição será a dos reencontros. O primeiro deles, contra o São Bento. O Zeca enfrentou o clube paulista na Série D em 2016. No caminho deste grupo, estará ainda o Ituano, outro clube paulista que enfrentou o São José, ainda na D, em 2017.


O principal dos reencontros que a tabela reserva, no entanto, será com os catarinenses do Brusque. Já foram seis confrontos, todos pela Série D. Outro clube que já esteve na trajetória do Zeca em campeonatos nacionais passados é o Londrina. Em 2009, o Zeca enfrentou os paranaenses na segunda fase da Série D. E há ainda os remanescentes da Série C do ano passado: Ypiranga, Tombense, Volta Redonda e Boa.


Na edição do ano passado, o Zeca chegou às quartas de final da competição. Este ano, novamente em um grupo de 10 clubes, o Zeca jogará em turno e returno. Em virtude da pandemia, a competição vai até o final de janeiro de 2021.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação