Ex-Juventude, Kevin fala sobre a paralisação do futebol por um mês em Malta


No dia 10 de março, Malta teve mais de 500 casos de covid em 24 horas, então o país decidiu entrar em lockdown por 30 dias e o futebol teve que ser paralisado. Só na primeira divisão do país, há 52 dois jogadores brasileiros e um deles é o zagueiro Kevin Correia, que está no país desde 2019, atuando no Santa Lucia.


“Particularmente, por não poder exercer o meu trabalho, eu fico chateado, mas entendo o momento não só em Malta, mas no mundo todo e vejo esse movimento do país como necessário.”


Malta tem pouco mais de 500 mil habitantes e até o momento teve 27 mil casos de Covid, com 363 mortos. Após o início do lockdown, o número de casos caiu para menos de 300 por dia e agora a pequena ilha que fica na Europa, se prepara aos poucos para voltar a vida normal.


“O país soube lidar muito bem desde o começo da pandemia no ano passado, tomaram as decisões certas no momento que precisaram ser tomadas. Diferente do Brasil, aqui as pessoas entenderam o momento e a maioria tem feito sua parte, muito disso passa pela preocupação do governo com a doença.”


Kevin tem apenas 23 anos e foi formado nas categorias de base do Juventude. O jogador está em sua segunda temporada no Santa Lucia, onde é titular absoluto da equipe.


Foto: Divulgação