Gauchão em sede única ?

A Federação não imaginou essa possibilidade. A afirmação é do presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, em entrevista à Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, logo após o encontro com o governador, Eduardo Leite, na terça-feira.


O mandatário da FGF disse que essa ideia seria complicada devido à logística, além de questões relacionadas a segurança e o trânsito das pessoas. Para terminar o estadual neste formato teria de ter uma cidade ou região com possibilidade de reunir 12 clubes. Fato este que geraria um grande deslocamento de pessoas para um mesmo lugar, sem falar da disponibilidade de estádios para realização de jogos. Também há o empecilho econômico para bancar toda uma estrutura necessária aos clubes.


Caso essa situação seja sugerida pelo governo do estado será debatida internamente pela Federação, mas nada foi projetado neste sentido, conforme Hocsman. O dirigente ainda revelou não ser possível prever uma retomada dos jogos neste mês de maio.