"Hoje, temos um horizonte muito maior para o futuro do clube", avalia técnico Campeão do Interior

O Esportivo finalizou sua participação no Campeonato Gaúcho com o título do interior. O clube garantiu vaga na Série D do Brasileirão de 2021 e possibilidade de Copa do Brasil. A marca quebra um jejum de 33 anos do clube da última conquista do interior. Apesar da derrota para o Inter de 4 a 0, no Beira-Rio, no domingo, o estadual termina com muita alegria no estádio Montanha dos Vinhedos.


“Nossa expectativa sempre foi surpreender. Fizemos isso de forma coesa, com um planejamento que vem sendo desenvolvido desde o ano passado. Isso foi possível única e exclusivamente devido à seriedade, à ética, o caráter e ao trabalho incansável de todos que estavam imbuídos de um mesmo propósito. O Clube Esportivo não somente representou Bento Gonçalves dentro das quatro linhas, mas também reforçou a prosperidade de uma cidade com gente trabalhadora”, exalta o presidente alviazul, Laudir Miguel Piccoli.


Para o técnico Carlos Moraes chegar até a semifinal do segundo turno da competição e conquistar o título do interior demonstra o propósito que guiou o trabalho construído ao longo da temporada. O clube ganha um novo patamar para a temporada que vem. O Tivo saí da Divisão de Acesso e vai para a Série D nacional em pouco mais de dois anos.


“No início do campeonato, a nossa meta era nos mantermos na elite. Porém, com o passar do tempo, começamos a sentir que poderíamos mais, e assim foi. Sabíamos que seria difícil enfrentarmos o Inter, mas eu classifico a campanha do Esportivo como histórica, tendo em vista que éramos o time que subia da Divisão de Acesso e, hoje, temos um horizonte muito maior para o futuro do clube, com total legitimidade, pois as dificuldades foram vencidas com muito trabalho e planejamento”, avalia o treinador.


Imagem: Divulgação/Facebook/Esportivo

Com informações da Assessoria do Esportivo