Inter SM não deve jogar a Copa FGF

Após a desclassificação na Divisão de Acesso, o Internacional de Santa Maria liberou todo o elenco de jogadores e agora a direção trabalha no balanço do primeiro semestre. Nos últimos dois anos, o alvirrubro chegou a disputar vaga para a elite do futebol gaúcho e se criou uma grande expectativa sobre essa nova temporada. Contudo, dentro de campo o time não correspondeu. Inclusive, o próprio presidente Luis Cláudio Mello admitiu que foi um erro a contratação do técnico Luciano Corrêa no inicio da temporada.


Sobre o futuro neste ano de 2019, o mandatário contou à Rádio Imembuí que as chances de entrar em campo na Copa FGF são pequenas, praticamente zero. O problema sãos os custos elevados. Assim, o foco será no time sub-17 que disputa o estadual da Federação. Aliás, em 2018, a equipe da base foi campeã do estado e revelou quatro jogadores ao time principal.


Outro problema enfrentado pelo clube são as dívidas trabalhistas, que estão na reta final. Conforme Mello, o Inter SM paga 15 mil reais em débitos do passado. Esse número já foi maior e chegou a 25 mil por mês. Neste ano, três novas ações entraram na conta do clube, o que atrapalhou o planejamento, sendo uma delas de um ex-centroavante que cobra cerca de 50 mil do Inter SM.


Devido a todas essas circunstâncias, a direção deve usar o restante do ano para organizar a casa e pensar na Divisão de Acesso de forma antecipada, em setembro, com a contratação do técnico.


Foto: Tiago Nunes/Peleia FC