Leonardo Ribeiro se despede do Riograndense


Com a decisão de não jogar a Terceirona Gaúcha 2020, o Riograndense sofreu uma baixa na comissão técnica que estava treinando com o grupo sub-20. O treinador Leonardo Ribeiro anunciou sua saída do clube na semana passada. A ideia da direção era usar o elenco que estava trabalhando no estádio dos Eucaliptos na competição da Federação Gaúcha de Futebol. Contudo, devido a situação financeira, o esmeraldino recuou. Seriam necessários 145 mil para bancar o time em toda a competição, recurso que a diretoria não tem.


Em nota divulgada nas redes sociais, o técnico agradeceu a direção, aos membros da comissão técnica e aos jogadores que abraçaram o projeto. Ele frisou ainda que continuará ajudando o periquito pagando sua mensalidade de sócio e disse ser um "até breve".


Confira a nota:


"Gostaria de agradecer a direção do Riograndense a começar um trabalho, sabendo dos riscos que o futebol nos traz, mas tendo a certeza que colaboramos para que o clube, de 107 anos, não fique adormecido. Não posso deixar de dizer a todos que passaram pelo clube em 2019, mesmo quem não ficou na avaliação, mas atenderam o nosso chamado e foram buscar seus sonhos, e isso, para nós profissionais é muito importante. E os que ficaram por seis meses, sei que fui muito chato, ranzinza, com muitas cobranças, mas como dizem, esse é o mundo da bola, muitos querem ser jogadores, mas poucos possuem persistência para chegar ao final. Deixei para hoje, dia 15, pois esta encerrando mais um ciclo a frente do clube, muito feliz por começar e terminar um trabalho, mesmo sabendo que não haverá continuidade, mas o nosso papel foi feito. Não poderia deixar de citar Filipe Andrigo, preparador físico, Lucas Souza, preparador de goleiro, Ana Paula e Cristofer, analistas de desempenho, Mario Fernandez, roupeiro, Marcio, massagista, Emanoel, fisioterapeuta, Guilherme e Bill, auxiliares, Regis, mesmo jogando estadual, veio para nos ajudar, Alexandre, auxiliar, Claudio Oliveira, Emerson. A esses caras, eu devo o trabalho todo, pois durante esses seis meses, estiveram com a gente, nos ajudando, por isso serei eternamente grato por tudo que fizeram por estarem nessa loucura comigo. O que me resta agora, é continuar pagando minha mensalidade e torcer para um "ate breve"."

Foto: Arquivo Pessoal/Leonardo