Mais seis clubes decidem suspender os treinos


A única certeza é a incerteza do que será feito do calendário do futebol gaúcho nas próximas semanas. Pode parecer confusa esta fase, mas ninguém sabe quando o bola voltará a rolar nos gramados do interior.


Nesta quarta-feira, mais cinco clubes anunciaram a suspensão dos seus treinos do time profissional e das categorias de base.


Devido a pandemia de coronavírus (Covid-19), o Gaúcho, de Passo Fundo, suspendeu os trabalhos nesta quarta-feira (18), por prazo indeterminado, cumprindo, assim, com a recomendação do Ministério da Saúde e do Governo do Estado.


Ainda na Terceirona, o Santa Cruz comunicou a suspensão de todas as suas atividades. O mesmo ocorre em relação às categorias de base do clube administradas em parceria pelo Centro Esportivo Santa Cruz. A equipe principal estava em meio a pré-temporada para a Terceirona Gaúcha, está prevista para iniciar em 5 de abril.


Na Série A do Gauchão, o Esportivo anunciou a interrupção dos treinos para coibir contágio do novo coronavírus. O grupo principal de atletas irá parar os treinamentos até o final do mês de março. As categorias de base Sub-15 e Sub-17, bem como da Escola de Futebol, também vão parar por tempo indeterminado.


Seguindo o mesmo caminho em busca da prevenção a pandemia, o Ypiranga parou os trabalhos até a próxima terça-feira (24). Da mesma forma, a escola de futebol estará suspensa até o dia 31 deste mês. O atendimento na secretaria do clube em Erechim segue normalmente mas com atenção redobrada.


Pela Divisão de Acesso, a direção do Lajeadense se manifestou nas redes sociais. O clube confirmou a suspensão das atividades nas categorias de base e equipe profissional. Conforme o Lajeadense, os jogadores que moram na região foram liberados para voltarem para casa, já os que são de fora do estado permanecem em Lajeado.


Após anunciar que seguiria treinando, o Inter de Santa Maria mudou sua posição e anunciou que irá parar os treinamentos da equipe principal. As atividades do profissional estão suspensas sem previsão de retorno. As atividades da categoria de base do clube já haviam sido paralisadas, assim como a Escola de Futebol.