top of page

Massagista do Guarany é vítima de injúria racial em Lajeado

O futebol gaúcho novamente tem um caso de injúria racial registrado no interior. Na tarde de sábado, o Guarany de Bagé enfrentou o Lajeadense, na Arena Alviazul, em Lajeado. Os donos da casa venceram pelo placar de 2 a 0 o Guarany.


Após o jogo, o time de Bagé divulgou uma nota no qual repudia os atos de injúria racial praticados por torcedores do Lajeadense contra o massagista do clube, Moisés Júnior. Segundo o clube, um boletim de ocorrências foi registrado na polícia. A súmula do jogo deverá ser disponibilizada pela FGF na segunda-feira.


"O Guarany Futebol Clube repudia de forma veemente os atos de injúria racial praticada por torcedores do Lajeadense, na partida de hoje, contra o massagista do clube Moisés Júnior. O boletim de ocorrência foi devidamente registrado e os fatos foram noticiados ao árbitro da partida, no momento em que ocorreram os atos discriminatórios. Ao nosso querido Moisés prestamos apoio incondicional e a certeza de que providências serão tomadas. O Guarany, através do seu Departamento Juridico, continuará vigilante nas medidas a serem adotadas pelos órgãos competentes, na certeza de que atos como esses devem ser banidos do futebol e da nossa sociedade como um todo!"


Até a publicação desta reportagem, o Lajeadense ainda não havia se manifestado oficialmente sobre o ocorrido.

bottom of page