Morre o segundo maior artilheiro da história do Juventude

O Juventude se despede de um dos maiores ídolos de sua história. Faleceu, na noite desta terça-feira (26/10), Lory Tonietto, aos 89 anos. Um craque, um artilheiro, um símbolo eternizado na história alviverde.


Nascido em Caxias do Sul em 15 de janeiro de 1932, Lory iniciou sua trajetória no Juventude na categoria juvenil, convidado por ninguém menos que Alfredo Jaconi. Em 1947, foi alçado aos aspirantes e, em 48 estreou no time profissional, logo num clássico contra o Flamengo (atual SER Caxias). Desde então, assumiu a titularidade e marcou impressionantes 183 gols com a camisa alviverde. É, portanto, o segundo maior artilheiro da história do clube.


Seu sucesso logo chamou a atenção dos clubes da capital e, entre 51 e 52 jogou no Grêmio, retornando ao Juventude no ano seguinte, tornando-se capitão. Em 1964, já no fim da carreira e após retornar de uma rápida passagem pelo Flamengo de Caxias do Sul, assumiu o posto de treinador do time ainda enquanto jogava.


Lory sempre foi o craque dos números fascinantes. É até hoje, o jogador que mais atuou mais marcou gols no clássico Fla-Ju (atual Ca-Ju). Balançou as redes 22 vezes em 69 partidas.


Em 2017, foi indicado pelo Juventude como um dos mais importantes personagens da história do clube, se fazendo presente na sede da Federação Gaúcha de Futebol, onde teve seu nome gravado na calçada da fama do futebol gaúcho. Esteve ao lado de Carlito Chies, Flávio Campos e Lauro.


Por tantas proezas, conquistas e, acima de tudo, anos de dedicação com a camisa do Esporte Clube Juventude, pode-se afirmar com toda a certeza de que Lory Tonietto será eternamente lembrado como um dos grandes ídolos da história alviverde.


"Estamos profundamente consternados com esta perda. Lory é um dos nomes que ajudou a colocar o Juventude no lugar em que está hoje, com sua dedicação, seu suor e sua lealdade. Mesmo depois de encerrar a carreira de jogador, seguiu acompanhando o Juventude, torcendo e sendo colaborativo, algo que demonstra a grandeza desta figura que está marcada nas páginas mais importantes da história do clube. Seus feitos foram eternizados com a sua marca na Calçada da Fama na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em uma justíssima homenagem. Fica aqui nosso sentimento da mais profunda gratidão ao Seu Lory, e o nosso desejo de força e luz aos familiares e amigos, em especial a um dos seus filhos, meu amigo Paulo Tonietto”, destacou o presidente do Juventude Walter Dal Zotto Jr, que decretou luto oficial de três dias com bandeira a meio-mastro no estádio Alfredo Jaconi.


Foto: Divulgação/Juventude