Pode ter futebol em bandeira preta ?

Diante da piora dos indicadores, com recorde de bandeiras pretas no Estado, o governador Eduardo Leite anunciou, em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta sexta-feira (19/2), a adoção de suspensão geral das atividades e de aglomerações em locais públicos, todos os dias, das 22h às 5h.


A medida vale também para as regiões em bandeira vermelha devido à rápida e acentuada piora nos indicadores da pandemia no Rio Grande do Sul. O detalhamento desta e de outras restrições será publicado em decreto em edição extra do Diário Oficial do Estado deste sábado (20/2), com validade até, pelo menos, o dia 1º de março.


“Posso afirmar, sem dúvida nenhuma, que é o pior momento que enfrentamos, e não imaginávamos que enfrentaríamos um momento como este depois das duas primeiras ondas que tivemos”, destacou o governador Eduardo Leite ao divulgar o mapa preliminar da 42ª rodada do Distanciamento Controlado.


Nível mais crítico no que diz respeito à propagação da doença e à ocupação da capacidade hospitalar, a bandeira preta está presente em 11 regiões Covid, que somam 68,4% da população gaúcha. As outras 10 regiões ficaram com bandeira vermelha, que indica risco alto. É o pior cenário no Rio Grande do Sul desde o registro do primeiro caso de coronavírus, em março de 2020.


FUTEBOL EM BANDEIRA PRETA


Uma das preocupações é quanto a realização de jogos do Campeonato Gaúcho. Em 2020, o estadual começou, mas foi paralisado devido à pandemia. Após meses de espera e muito diálogo, o estadual voltou, mas em sedes específicas e com protocolos rigorosos de saúde. Desde então, a presença de público não é permitida.


Conforme o último protocolo divulgado pelo governo do estado do sistema de bandeiras, na cor preta, os clubes de futebol profissional devem ficar fechados. Da mesma forma é proibida a realização de competições esportivas nessas regiões. Agora, resta esperar a divulgação do decreto desse sábado para saber se haverá alguma alteração do modelo.


O novo decreto vai vigorar até o dia 1 de março, exatamente quando os jogos da primeira rodada do Gauchão serão realizados. Serão quatro jogos no sábado e um na segunda-feira.


As regiões de Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e Taquara foram classificadas em bandeira preta nesta sexta-feira.


Bagé, Ijuí, Pelotas, Santa Rosa, Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Guaíba, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana ficaram na bandeira vermelha.


O Piratini recebe até a manhã de domingo os recursos das regiões. O mapa passa a valer, na prática, à 0h de terça-feira.



Foto de capa: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini