Polícia Civil indicia jogador William Ribeiro por tentativa de homicídio qualificado

A Polícia Civil indiciou por tentativa de homicídio qualificado o jogador de futebol William Ribeiro, pela agressão contra o árbitro Rodrigo Crivellaro. O caso ocorreu durante a partida entre Guarani de Venâncio Aires e São Paulo de Rio Grande, no estádio Edmundo Feix, pela primeira da fase da Divisão de Acesso 2021.


Após o juiz aplicar um cartão amarelo ao jogador, Crivellaro foi agredido com um soco e um chute na nuca quando estava caído ao chão. O árbitro ficou desacordado no gramado e precisou ser levado de ambulância ao hospital. Ele ficará três meses sem poder trabalhar.


William Ribeiro chegou a ser preso em flagrante, mas foi liberado pela justiça para responder o inquérito em liberdade. O atleta também pegou dois anos de suspensão dos gramados, em julgamento realizado pela Tribunal de Justiça Desportiva (TJD).


O indiciamento partiu do delegado de Polícia Civil Felipe Staub Cano. Segundo ele, William assumiu o risco de matar ao agredir o árbitro já caído no chão com um chute, logo após desferir um soco. O homicídio qualificado tem como previsão de pena de 12 a 30 anos de reclusão. Contudo, pode ser alterada com diminuição de um a dois terços do tempo.


O advogado Daniel Tonetto assiste o árbitro Rodrigo Crivelaro na acusação contra o atleta na justiça. A defesa do jogador ainda não se manifestou quanto ao indiciamento.

Com Informações de

Fabrício Minussi, Rádio Imembuí-SM

Foto: Reprodução/FGF TV