Polícia Civil investiga nova suspeita de oferta de propina a jogadores na Copa FGF

A Polícia Civil de Santo Ângelo abriu um inquérito para investigar uma tentativa de manipulação de resultados na Copa FGF. A denúncia foi relatada por um jogador do Elite em reportagem do Grupo RBS, divulgada no RBS Notícias.


Na semana passada, um jogador do Elite, que prefere não ser identificado, relatou ao repórter Everson Dornelles uma oferta que poderia chegar a R$ 40 mil.


"Falou que se eu aceitasse era um valor 'X' só por aceitar, e depois da partida seria outro valor maior, depois da manipulação feita. E aí daria em torno de uns R$ 40 mil ao todo, só para manipular essa partida", declarou o atleta.


Experiente no futebol do interior, o técnico do Elite Valduíno Alves lamentou esse tipo de situação e pediu uma investigação da Polícia.


"Tem gente que cai nesse golpe, mas esperamos que termine com isso, que a federação e a própria Polícia Civil, a Federal se envolva nisso e acabe com isso", disse o treinador Valduíno Anderson da Rosa Alves.


Na reportagem, o presidente presidente do clube, Luis Cláudio Gerhardt Steglich afirma ser fundamental a denúncia do atleta para extinguir "esse câncer" que está surgindo no futebol do interior. O clube entregou gravações para a Polícia.


O Presidente da FGF, Luciano Hocsman, também se manifestou na matéria. Dirigente demonstrou preocupação com aumento no volume de relatórios envolvendo esse tipo de denúncia.