Presidente diz que centroavante errou com o Inter SM. Atleta se defende e nega ter traído o clube


A relação entre o centroavante Eduardo e a atual direção do Inter de Santa Maria ficou estremecida após a ida do jogador para o São Luiz de Ijuí. O presidente do clube declarou à Rádio Imembuí, nesta terça-feira, que partiu do atleta procurar o Inter SM, no começo da temporada, para se recuperar de uma lesão no joelho.


Visivelmente chateado com a opção do centroavante, o presidente Jauri Daros contou à repórter Angélica Varaschini o investimento de quase R$ 15 mil entre despesas médicas e auxilio ao jogador para ele assinar com o clube no recomeço da Divisão de Acesso.


"O Eduardo me procurou em janeiro, até tenho um áudio dele. A partir deste áudio, eu convoquei uma reunião com a direção e, no momento, ninguém me apoiou, mas eu dei a palavra que ajudaria ele e a torcida gosta muito dele. Depois da pandemia, o Inter SM dava uma ajuda de custo a ele mensalmente. Após ele se recuperar, teria um salário. Para mim vale mais uma palavra do que um papel assinado", declarou o mandatário.


O peleiafc.com conversou com Eduardo sobre a ida dele para estádio 19 de Outubro. O centroavante disse que a indefinição sobre a Divisão de Acesso foi o que pesou. Ele declarou que precisa sobreviver, apagar as contas e gostou muito do projeto apresentado pelo São Luiz. O atleta revelou que essa situação é a que ele mais tem respondido essa semana e faz questão de falar.


"Eu procurei sim o Jauri, mas não foi da maneira como o presidente falou. Como o Jauri falou parece que eu estava desesperado, passando fome, um coitado. Eu tinha para onde ir, tinha uma proposta de ganhar até mais (Avenida). Mas pelo carinho com a torcida falei com o Inter. Estava sim apalavrado quando voltasse a Divisão de Acesso eu vestir a camiseta do clube. Só que surgiu a proposta de jogar o Brasileiro, com contrato de um ano e futuramente jogar o Gauchão. Se coloca no meu lugar, estar há um ano e três meses parado, com um clube bem organizado, em plena pandemia, vendo a esposa segurando tudo sozinha, tendo que pagar as contas, o cara vai se dar ao luxo que ficar escolhendo e esperando a Divisão de Acesso voltar?", contou o atleta.


Eduardo diz entender o lado do presidente e do torcedor, mas nega ter traído o clube, como alguns torcedores estão se manifestando nas redes sociais.


"O torcedor pode pode achar que eu traí o clube, mas não foi nada disso. O meu sentimento com o Inter SM não vai mudar. Eu alertei eles que estava acertando com o São Luiz. Por isso que coloquei em uma futura venda uma porcentagem para o Inter SM, pessoal deu risada dizendo que eu tava fazendo patifaria. To falando de coração, em forma de gratidão ao clube", pontuou o atacante.


O centroavante disse que as pessoas não estão entendo o lado do ser humano. Ele diz que futuramente voltaria a jogar no Inter SM com maior prazer, se esse também for o desejo do clube.


"Infelizmente algumas pessoas não estão entendendo. Não sei se tenho que pedir desculpas ao torcedor Inter SM, porque, eu acho que não fiz nada de errado para o clube. To pensando no Eduardo atleta, quero que pensei no lado do ser humano também. Fica uma porta aberta. Eu pretendo um dia sim se o clube quiser contar com meu futebol, com maior prazer do mundo. Se tivesse uma definição que mês que vem volta o Acesso eu não acertaria com ninguém. Não tive direito a MP do governo, vou fazer 26 anos, então tenho que aproveitar as oportunidades. Eu sou torcedor do clube", afirmou Edugol.


Para Daros, nada justifica a decisão do atleta em romper o acordo verbal.


"Pagamos todo o tratamento para ele. Ele errou feio com o Inter de Santa Maria. É uma situação bem chata. Não tem nenhuma justificativa. Pelo menos, ele deveria ter explicado a situação para o São Luiz que o Inter SM gastou 15 mil, vocês reembolsam isso? Mas vida que segue, já temos outros centroavante pré-acertado", expôs o dirigente.


PRÓXIMOS PASSOS EM IJUÍ


Dentro de campo, o atleta disse estar pronto para voltar a jogar. Se a Série D tivesse início marcado para esta semana, Eduardo afirmou estar preparado para jogar uma partida.


"A projeção de inicio da competição é 19/20 de setembro. Eu me preparei muito bem nessa pandemia. Se tivesse um jogo amanhã, eu jogaria uns 60%. Fiz acompanhamento com nutricionista, preparador físico. Estaria preparado se a Série D começasse amanhã. Estou bem ansioso para poder voltar a atuar depois de um longo período inativo, mas é claro tenho que ir com calma para não ter uma nova lesão. Quando você está no clube a intensidade é outra de estar em casa. Muito ansioso, mas com ótimas expectativas", finalizou



Foto de capa: Renata Medina/Inter SM/Divulgação