top of page

Presidente do Inter SM quer renovar com técnico para 2024, busca gerente de futebol e assume erros

O Inter de Santa Maria fracassou na Divisão de Acesso deste ano. O time apostou em nomes experientes, investiu forte financeiramente no acesso, mas não chegou nem aos mata-matas da competição. Em entrevista ao jornalista Gilson Alves, do Jornal Diário de Santa Maria, o presidente alvirrubro, Pedro Della Pasqua, falou sobre a péssima campanha na Série A2.


"Captamos recursos que possibilitaram fazer com que trouxéssemos jogadores renomados. Isso gerou uma expectativa grande, que a própria direção 'vendeu', a partir do momento em que fizemos investimentos. O time não encaixou. O rendimento não foi o esperado, por alguns erros e situações de azar. Foram muitas lesões, caso do Elias, que era para ser nosso camisa 10. Eliomar também se machucou. Bruninho e Ariel tiveram pouca minutagem. Só para explicar: nenhum desses jogadores foi contratado machucado. Eles se lesionaram aqui", afirmou o presidente, que assumiu os erros:


"Sou um dirigente novo e vamos aprender com esses erros. Mas, eu escuto, e com pessoas experientes que ainda vão me ajudar. Na montagem do elenco, faltou reposição em alguns setores. Também o comando do Ben-Hur Pereira não deu a liga que se imaginava, e trocar de técnico no meio do campeonato nunca é bom".


O mandatário do Inter SM confirmou mudanças para a temporada de 2024 no departamento de futebol. A ideia é contar com um gerente de futebol, cargo que o clube não tem há anos. Ele também revelou o desejo de renovar o contrato com o técnico Márcio Nunes para o ano que vem.


"Eu confirmo que, ainda neste ano, já teremos um gerente de futebol profissional. Será uma função não somente de contratar, mas também do dia a dia no vestiário, incluindo a profissionalização em diversos setores. Em outubro, no máximo, quero contar com essa pessoa. E aqui já confirmo: o Márcio Nunes é para ser o técnico para o ano que vem. Eu não tenho nada assinado com ele, só que temos a palavra e sei da vontade dele em permanecer", disse.


PUNIÇÃO TJD


O Inter de Santa Maria cometeu um erro grave na contagem dos cartões amarelos na Divisão de Acesso. Resultado, o clube perdeu pontos importantes no Tribunal de Justiça Desportiva na reta final da Série A2. Questionado sobre o tema, o dirigente explicou.


"O erro é o reflexo de toda a reestruturação que deve ser feita no clube. Precisamos informatizar e repaginar o clube. Foi um problema grave. A contagem era feita pela comissão técnica anterior. São pessoas que estão no meio do futebol. Foi um erro de conceito, sobre dois cartões amarelos no mesmo jogo. Houve uma alteração no regulamento há cerca de três anos e essa mudança passou despercebida pela comissão técnica anterior. Não foi por isso que não subimos, porque o time não estava rendendo. Mas a profissionalização e a melhoria nos processos do Inter-SM têm que ser prioridade para não passarmos mais situações como essa", contou Pedro Della Pasqua.


Foto: Renata Medina/Inter SM

Comments


bottom of page