Presidente do Pelotas fala sobre a possibilidade de disputar a Copa FGF

Na última semana, o presidente do Pelotas concedeu uma longa entrevista no estádio da Boca do Lobo. Gilmar Schneider esclareceu diversos pontos quanto ao pagamento de dívidas e sobre o planejamento do futebol.


Segundo o dirigente, o Pelotas vai fechar o ano com caixa no vermelho, faltando cerca de 200 mil reais. A questão financeira é um dos pontos para disputar a Copa FGF. Mas existem diversas maneiras de jogar a competição, com apoiadores, torcida e com as receitas do Pelotas, que atualmente são para pagar as despesas do clube.


"Estamos num caminho de escutar e ouvir alternativas. Se montar um time de 50 mil a torcida aceitaria ? Difícil né! Hoje para dar alimentação para 35 pessoas por dia é mil reais por dia. Aí tem que acomodar, conta de luz e aí chega a 150 mil. Hoje se tiver uma competição de 4 meses, tem que ter 600 mil. O Pelotas tem um déficit de de 250 a 300 mil (...) então vai chegar a um milhão de novo. Tem que ser responsável. Se tiver alternativa, não sou contra jogar, somos um clube de futebol. Eu quero que se tenha responsabilidade para que tudo que foi feito até agora seja preservado e não aconteça o mesmo que anos atrás", declarou o mandatário.


A Federação Gaúcha de Futebol ainda não divulgou a tabela da Copa FGF e nem os clubes participantes. O torneio inicia no dia 15 de setembro.