Presidente do Pelotas vai deixar o cargo: "Já dei minha contribuição"

A eliminação na Divisão de Acesso foi um balde de água fria no torcedor do Pelotas, que esperava a classificação sobre o Passo Fundo às semifinais da competição.


Um dia após a eliminação, o presidente do clube, Gilmar Schneider, anunciou à Rádio Gaúcha Zona Sul, que não vai permanecer no cargo.


"Não é uma dúvida, é uma certeza, eu já dei minha contribuição, poucas pessoas deram tantos anos de contribuição em um clube grande como é o Pelotas. Agora chegou a vez de a gente rever isso também. Isso vai ficar na história que não subiu em um jogo em casa, que teve um presidente que fez tudo que pode, mas vida que segue. Eu dei o melhor, infelizmente o meu tempo se esgotou, não tenho nem saúde mais para seguir depois do que o Pelotas vem exigindo", declarou o dirigente ao jornalista Frederico Feijó.


Schneider está no comando do Lobão desde 2017. Seu mandato termina no mês de outubro. Contudo, ele não deve esperar até o fim deste prazo, conforme informação do jornal Diário Popular. Sobre a possibilidade de jogar a Copa FGF no segundo semestre, o clube deve debater o assunto no Conselho Deliberativo.


Foto: Tales Leal/Pelotas/Divulgação