Protocolo do Gauchão prevê jogos regionalizados e com Bra-Pel em Pelotas

A Federação Gaúcha de Futebol apresentou nesta quinta-feira ao governo do estado o protocolo oficial de retomada de jogos do Campeonato Gaúcho. No primeiro encontro com governador, o presidente da FGF, Luciano Hocsman, tinha levado a ideia de um esboço.


No documento, a Federação começa relatando que em virtude da pandemia mundial do COVID-19, alinhada com as diretrizes dos órgãos de saúde em geral e também atenta às necessidades esportivas e financeiras de seus filiados, o torneio é responsáveis pela geração de 800 empregos diretos e inúmeros indiretos.


O plano contingencial é para a conclusão das últimas três rodadas da fase classificatória, das duas etapas finais do turno e, caso necessário, da finalíssima do Gauchão, totalizando 5 datas com possibilidade de mais 2 datas.


A entidade prevê terminar o estadual em 3 semanas (19/07 a 09/08). São diversas normas de segurança em saúde para a realizados dos jogos, todos sem torcida.


No documento, a federações enfatiza também que os jogadores não são considerados um grupo de risco para o desenvolvimento da forma severa da doença.


A entidade trabalha com uma redução drástica das pessoas envolvidas nos jogos. Antes da pandemia, uma partida tinha os seguintes números de pessoas trabalhando:

-Delegações 70 pessoas;

- Profissionais envolvidos no entorno do campo até 300 pessoas;

- Profissionais envolvidos na área interna do estádio até 2 mil pessoas;


Agora com o plano de contingenciamento, a FGF limitou o número de pessoas no entorno do campo, nas áreas internas e também no estádio. Confira:


- Jogos sem público;

- Delegações com no máximo 31 pessoas dividas em dois ônibus;

- Pessoas envolvidas na área do evento: 25;

- Áreas administrativas dos estádios: 25 pessoas (exceção dupla Gre-Nal e final com a dupla, caso ocorra)


Ainda segundo o protocolo apresentado ao governo do Rio Grande do Sul, os jogadores serão testados duas vezes nas fases de treinamentos. A FGF solicitará que todos os profissionais envolvidos na operação de jogo, dentre eles maqueiros, gandulas, profissionais da imprensa e demais envolvidos no protocolo de jogo sejam submetidos ao mesmo processo de testagem. As quatro equipes envolvidas nas finais do turno serão testadas mais uma vez e entrarão novamente em regime de concentração para os jogos restantes - semifinais e final (duas datas).


Os atletas ficarão, preferencialmente, em acomodações individuais nos hotéis ou, no máximo, dois atletas por quarto. A hidratação dos atletas deverá

ser de forma individualizada, utilizando-se de garrafas ou copo descartável.


Nas salas de coletiva, a FGF vai disponibilizar câmera para captação de imagem e som. Um jornalista da Federação com um número de WhatsApp previamente distribuído aos veículos de imprensa receberá uma pergunta de cada emissora de rádio e TV. Todos os presentes deverão utilizar máscaras de proteção e respeitar o distanciamento recomendado.


Duas cidades não vão receber jogos no retorno do estadual: Erechim e Ijuí. Já Pelotas terá apenas uma partida, o clássico BRA-PEL. Os demais confrontos serão em Porto Alegre, Caxias do Sul, São Leopoldo, Bento Gonçalves e Novo Hamburgo. Confira:


JOGOS NAS SEGUINTES CIDADES


  • PORTO ALEGRE

Estádio Francisco Novelletto

São José x Novo Hamburgo


Beira-Rio

Inter x Grêmio

Inter x Aimoré


Arena

Grêmio x Ypiranga

São Luiz x Brasil-Pel


  • SÃO LEOPOLDO

Estádio Cristo Rei

São Luiz x São José

Aimoré x São Luiz


  • NOVO HAMBURGO

Estádio do Vale

Novo Hamburgo x Aimoré

Brasil-Pel x Juventude

Novo Hamburgo x Grêmio


  • CAXIAS DO SUL

Estádio Centenário

Ypiranga x Esportivo

Caxias x Pelotas

Pelotas x São José


Estádio Alfredo Jaconi

Juventude x Caxias

Juventude x Esportivo


  • BENTO GONÇALVES

Estádio Montanha dos Vinhedos

Esportivo x Inter

Esportivo x Caxias


  • PELOTAS

Estádio Boca do Lobo

Pelotas x Brasil-Pel