Técnico do Aimoré é convocado para integrar projeto "Professores Pretos" da CBF e Observatório

Diminuir desigualdades e colocar pessoas pretas em posição de destaque. É assim que Marcelo Carvalho, diretor do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, enxerga a luta contra o racismo.


Com esse objetivo, a Vivo, em conjunto com Observatório e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), criaram o projeto Professores Pretos, que selecionou seis brasileiros, de diferentes regiões do país.


Os critérios para selecionar os professores foram, além da identificação com a causa antirracista, não atuar como técnico em grandes clubes e precisar ter a licença da CBF.


Entre os escolhidos está o técnico do Aimoré, Edinho Rosa, 42 anos. O profissional também tem passagem pelo Novo Hamburgo. Também vão integrar o projeto Edmilson de Jesus, atualmente sem clube; Wilson Roberto dos Santos, auxiliar técnico do Paulista/SP; João de Oliveira Martins, auxiliar técnico do Grêmio; Bruno Saymon da Silva Pinheiro, técnico do Azuriz/PR; e Jeronson França Neto, atual técnico do sub-15 do Náutico/PE.


Foto: @leonardo_oberherr | CE Aimoré

Com informações Observatório