Técnico do Ypiranga desabafa sobre o VAR

A partida de ida entre Grêmio e Ypiranga pela final do Campeonato Gaúcho foi marcada por reclamação do time mandante contra a arbitragem. O jogo no Estádio Colosso da Lagoa, na tarde de sábado, terminou com vitória do tricolor por 1 a 0.


O único gol veio após a participação do VAR. O atacante gremista, Diego Churín, é chutado por baixo, mas o árbitro Anderson Daronco nada marcou. Após análise junto ao Árbitro de Vídeo, Daronco marca pênalti para time da capital. Para os analistas, a penalidade foi bem assinalada.


Depois da partida, o Ypiranga ficou na bronca, porque já é o terceiro jogo que o VAR se posiciona contra o clube. Esse foi o tom de desabafo do técnico Luizinho Vieira nas redes sociais.


O time de Erechim reclama de uma falta na origem do lance em cima de Cesinha, que teria sido puxado. Porém, o VAR não pode interferir nestas situações. O árbitro estava de frente para a disputa de bola e mandou seguir.


Apesar da reclamação, o treinador do Ypiranga também mantém o otimismo para o jogo da volta.


"Já são 3 jogos seguidos que o VAR se posiciona e marca pênalti contra o YPIRANGA. O VAR só se coloca a favor do YPIRANGA em um lance que poderia expulsar o atleta do Brasil, e Daronco não entendeu o cartão vermelho.

Eu sei... eu sei...

Vamos para a grande final no sábado e enfrentaremos o Grêmio com a arena lotada. NINGUÉM acredita que o YPIRANGA vença o jogo.

Não esqueçam, os que acreditam na vitória estarão literalmente dentro do campo lutando para vencer.

EU ACREDITO", declarou o treinador nas suas redes sociais.


No próximo sábado, às 16h30, o canarinho vai à Arena do Grêmio para o jogo da volta. Para ficar com o título, o time de Erechim terá de vencer por dois gols de diferença. Empate dá a taça ao tricolor.


Imagem: Reprodução/Face Ypiranga/ Enoc Jr