Avenida admite erro em súmula

A situação envolvendo um dos jogos do mata-mata da Divisão de Acesso vai parar no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). O Veranópolis pode ter seu adversário alterado nas quartas de final. Classificado ao final da primeira fase, o Avenida terá de defender a sua vaga no TJD. O clube ainda não foi notificado sobre um possível julgamento.


O clube teria colocado em súmula nove jogadores com passagem pela primeira divisão. Contudo, o regulamento fala em até oito atletas. Em entrevista ao jornal Pioneiro, de Caxias do Sul, o executivo de futebol do Avenida, Fernando Koppe admite que houve um erro.


"A gente soube dos boatos na sexta-feira na imprensa. A partir daí, fomos atrás e, de fato, houve um lapso do clube com a escalação de nove atletas nesta rodada. Porém, até o momento não recebemos nenhuma denúncia ou intimação. Pelo que sabemos, já aconteceu uma denúncia. Comemoramos o empate em Lajeado e o grupo se reapresenta na terça", declarou o executivo.


Mesmo ainda não tendo uma data do julgamento, o Avenida já tem uma defesa estabelecida. O clube tentará a absolvição ou a perda inferior a quatro pontos. Se o time perder apenas três pontos, por exemplo, se manteria no G4.


"Nós temos uma defesa já alinhada com uma série de pontos que vamos buscar. Acreditamos em uma absolvição ou uma pena não superior a três pontos. Se perder até três nos mantemos na competição", comentou Koppe ao Pioneiro.


A batalha jurídica pode não terminar no TJD. Ainda caberá recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ano passado, o Bagé perdeu 12 pontos no tribunal gaúcho por situação similar. Contudo, na corte superior, no Rio de Janeiro, a pena foi reduzida para nove pontos. Mesmo assim, a equipe não conseguiu escapar do rebaixamento à Terceirona Gaúcha.