top of page

Dívida milionária do Brasil de Pelotas dispara e preocupa presidente


Um assunto toma conta dos bastidores do Brasil de Pelotas. O presidente Evânio Tavares defende que o clube entre no regime de recuperação judicial, como medida mais forte para o Xavante se reorganizar financeiramente. Nos últimos anos, o clube viu sua dívida aumentar. Conforme entrevista do mandatário ao repórter Marcelo Prestes, da Rádio Universidade, de Pelotas, a dívida aumentou de R$ 24 milhões para R$ 30 milhões. "Quando eu assumi com o trio da direção, tínhamos uma dívida de 24 milhões com cível, trabalhista e impostos. Atualmente, com essas novas ações que entraram cíveis, estamos com 30 milhões de dívidas no total. É uma dívida bem considerável", declarou o dirigente, que teme a inviabilidade do Brasil em pouco tempo: "Realmente as coisas estão apertadas no clube. Se tiver mais penhoras, porque tem mais processos em discussão, o clube ficará inviável. Daqui mais dois anos ficará praticamente inviável. Não adianta pensar no amanhã se a gente não fizer o que tem que ser feito este ano", afirmou. O presidente do Brasil de Pelotas deu um exemplo da situação financeira do Xavante. Hoje, quase R$ 50 mil do valor arrecadado com patrocínios de camisetas fica com o condomínio de credores. Ele afirma que o valor mensal de uma recuperação judicial seria menor. Tavares conta que um clube que não tiver R$ 50 mil para pagar uma parcela mensal da recuperação tem que fechar. "É um conta pagável, não tem problema nenhum. Depois do aceite da RJ o valor será trabalhado em dois meses. Sei que assusta o assunto porque fala em falência. Isso só vai ocorrer se o Brasil não tiver um valor x para pagar. Esse valor é bem menor do que pagamos no nosso condomínio. Hoje, só com patrocínio de camisa deixamos 48 mil reais dentro do condomínio. O valor da nossa recuperação será bem menor. Um clube que não tiver 50 mil para pagar uma parcela de recuperação tem que fechar. Vamos mudar a vida do Grêmio Esportivo Brasil com essa RJ", finalizou.


Foto: Reprodução/TV Xavante

Comments


bottom of page