Na última semana, o Juventude foi eliminado pelo Vila Nova na Copa do Brasil 2021. A derrota nos pênaltis por 4 a 3, veio depois do empate em 1 a 1 e aumentou a pressão em cima do técnico Marquinhos Santos.


Apesar da evolução do time dentro de campo no Campeonato Gaúcho, as atuações ainda não agradam a torcida e o duelo em Goiás evidenciou as críticas. Depois do jogo, o vice de futebol Osvaldo Pioner fez uma avaliação sensata do momento do clube.


"A gente tem comentado isso, que precisamos qualificar mais para a Série A, nunca escondemos isso. Sobre o trabalho da comissão técnica, hoje, foi um jogo muito aquém, muito abaixo, muitas coisas não deram certo. Vamos conversar, agora tem uma semana longa que há tempos não tínhamos para avaliar todas as situações", declarou o dirigente.


Pioner também foi enfático ao dizer que o clube pode fazer algumas trocas no elenco. Segundo ele, o rendimento está muito baixo e o time atual é muito pouco para um campeonato tão difícil como o Brasileirão da primeira divisão.


"O rendimento está muito baixo. Sabemos que vamos ter que qualificar, porque esse time é muito pouco para a Série A. No segundo tempo não conseguimos criar nada. No primeiro tempo jogamos um pouco melhor. Nosso grupo tem que render mais. Não podemos sofrer um sufoco para o Vila, isso não é aceitável", analisou o dirigente.


Imagem: Reprodução/ TV Juventude

O Juventude parou na segunda fase da Copa do Brasil 2021. Após eliminar o Murici, de Alagoas, na primeira etapa da competição, com uma vitória de 3 a 0, o time gaúcho enfrentou o Vila Nova de Goiás. Contra a equipe da Série B do cenário nacional, o papo foi eliminado nos pênaltis (4x3), depois de um empate de 1 a 1 no tempo normal.


Nos últimos anos, a equipe tinha ido mais longe no torneio nacional. Mesmo assim, o verdão faturou um bom valor financeiro. Só pela participação na primeira fase, o time lucrou R$ R$ 990 mil. Como passou para a segunda fase do torneio nacional, a equipe de Caxias do Sul viu entrar mais R$ 1,07 milhão. No total, o Juventude obteve R$ 2.060.000,00. Caso tivesse passado para a 3ª fase, o verdão receberia 1,7 milhão, totalizando 3,130 milhões de reais.


Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Ypiranga parou na segunda fase da Copa do Brasil 2021. Após eliminar o Penarol, do Amazonas, na primeira etapa da competição, com um empate em 1 a 1, o time gaúcho enfrentou o Fortaleza. Contra a equipe da 1ª divisão do cenário nacional, o Canarinho foi eliminado por 1 a 0, com gol no segundo tempo.


Apesar de deixar a competição, o Ypiranga faturou um bom valor financeiro. Só pela participação na primeira fase, o time lucrou R$ 560 mil. Como passou para a segunda fase do torneio nacional, a equipe de Erechim viu entrar mais R$ 675 mil. No total, o Ypiranga obteve R$ 1.235.000,00. Caso tivesse passado para a 3ª fase, o canarinho receberia 1,7 milhão, totalizando 2,935 milhões de reais.


Foto: Lucas Figueiredo/CBF